quinta-feira, 26 de março de 2015

Em Curitiba, rua Marechal Deodoro ganha faixa exclusiva nesta quarta

25/03/2015 - Gazeta do Povo


A partir das 10 horas desta quarta-feira (25) começa a funcionar a terceira faixa exclusiva para ônibus no trânsito de Curitiba. O trecho será inaugurado na Rua Marechal Deodoro, no centro de Curitiba, entre as ruas João Negrão e Alameda Doutor Muricy. No último dia 17 de março, a prefeitura da capital inaugurou a faixa exclusiva da Rua Desembargador Westphalen.

Na Marechal Deodoro, vão passar pelo trecho 13 linhas de ônibus: Canal da Música/Vista Alegre, Novena, Jardim Social/Batel, Itupava/Hospital Militar, Rua XV/Barigui, Detran/Vicente Machado, Cristo Rei, Cajuru, Capão Imbuia/Parque Barigui, Alcidez Munhoz/Jardim Botânico, Fazendinha, Caiuá e Executivo/Aeroporto. Essas linhas transportam, segundo a prefeitura, 30 mil passageiros. A velocidade máxima permitida na faixa será de 40 km/h.

Com a alteração na via, os demais veículos poderão circular somente nas outras três faixas. Os motoristas que precisarem fazer a conversão à direita na Rua Marechal Deodoro para acessar a Rua Barão do Rio Branco e a Avenida Marechal Floriano Peixoto poderão entrar na faixa exclusiva nos trechos pintados com linhas pontilhadas no chão.

Outras faixas

Na Rua Desembargador Westphalen, são 700 metros da pista que ficam para uso somente dos ônibus. De acordo com a prefeitura, 20 linhas passam pela via e transportam 70 mil passageiros: Jardim Mercês/Guanabara, Universidades, Bom Retiro/PUC, Vila Macedo, Jardim Centauro, Guabirotuba, Vila São Paulo, Uberaba, Jardim Itiberê, Canal Belém, Alferes Poli, Guilhermina, Menonita, Vila Izabel, Vila Rosinha, Carmela Dutra, Vila Velha, Cotolengo, Ligeirinho Bairro Novo e Ligeirinho CIC/Cabral.

A primeira faixa exclusiva foi inaugurada em julho de 2014, na Rua XV de Novembro. Em entrevista durante a inauguração da faixa na Rua Desembargador Westphalen, o prefeito Gustavo Fruet disse que a prefeitura tem a intenção de implantar novos trechos de circulação restrita para ônibus nos próximos meses.

terça-feira, 3 de março de 2015

Prefeitura de Londrina anuncia novas mudanças no Superbus

03/03/2015 - Folha de Londrina

Londrina - A Prefeitura de Londrina anunciou novas mudanças no projeto do chamado Superbus, sistema de transporte coletivo que deve ser implantado na cidade nos próximos anos. As principais modificações são em relação ao trajeto. O modelo previsto na época do lançamento, em 2013, era o Bus Rapid Transit (BRT). No final de 2014, foi feita a opção pelo Bus with High Level of Service (BHLS). O município ficou com receio de implementar uma iniciativa cara e com baixa demanda e optou por simplificá-la. O novo projeto está sendo discutido com a ONG Embarq Brasil, especializada em iniciativas de mobilidade urbana, e foi apresentado ao Ministério das Cidades pelo prefeito Alexandre Kireeff na última quinta-feira.

A administração municipal precisa de dinheiro federal para tirar o Superbus do papel. Financiamento já obtido pelo Executivo prevê investimento de R$ 124.705.100,00, com contrapartida de R$ 19 milhões. "Apresentamos a nossa ideia e os representantes do ministério ficaram bastante animados. Agora temos que terminar os estudos para começar a licitar as obras", destacou o responsável pelos projetos estratégicos da Prefeitura, Carlos Alberto Geirinhas.

Pelo projeto remodelado, o Superbus passará por 37 ruas e avenidas de Londrina, que receberão faixas exclusivas para ônibus e pontos personalizados, com coberturas e assentos. Ainda conforme o novo projeto, 24 das 37 vias serão contempladas com ciclovias, sem contar as quatro que já possuem as canaletas aos ciclistas. "Tiramos o foco da avenida Dez de Dezembro para dar atenção às duas artérias mais carregadas da cidade de acordo com os nossos estudos", explicou Geirinhas, citando as avenidas Winston Churchill e Duque de Caxias. "Descobrimos que são as duas vias que mais têm tráfego de ônibus depois de avaliarmos as origens e os destinos dos passageiros", completou. O projeto prevê ainda que os coletivos passem por vias como a Higienópolis, Leste-Oeste e Rio Branco, entre outras.

O município dividiu o novo sistema em duas fases. Na primeira serão construídos 26,9 quilômetros de vias com faixas exclusivas (45,82 km de corredor por sentido) e 82 paradas para embarque e desembarque. Já na segunda etapa vão ser implantados 42,6 quilômetros de vias com as canaletas para os ônibus (79,79 km de corredor por sentido) e 143 novos pontos.

O projeto remodelado prevê ainda a construção de três viadutos, reforma e ampliação de quatro terminais de integração e construção de um novo. A licitação do novo sistema deve ser entregue pelo município até o final do primeiro semestre.