quinta-feira, 7 de abril de 2016

Região Metropolitana de Curitiba testa ônibus superarticulado moderno


06/04/2016 - Blog Ponto de Ônibus

ADAMO BAZANI

Um veículo moderno que transporta mais pessoas que os ônibus articulados e que ao mesmo tempo apresenta mais flexibilidade no trânsito que os ônibus biarticulados.

Essa é a proposta principal do ônibus superarticulado da Mercedes-Benz, montadora que já vendeu mais de mil unidades do modelo em todo País, sendo que 800 apenas para a Capital Paulista.

E agora é a vez da Região Metropolitana de Curitiba verificar a viabilidade operacional deste modelo. Até o dia 30 de maio, o veículo Mercedes-Benz O500 MDA, com carroceria Marcopolo Viale, opera entre as cidades de Fazenda Rio Grande e Curitiba, pela Leblon Transporte de Passageiros.

O ônibus vai fazer a linha F03 -Fazenda Direto,  com paradas apenas nos terminais.

A capacidade do ônibus pode chegar a 220 pessoas, dependendo da configuração interna, contando com os passageiros em pé, sentados e com os espaços reservados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O comprimento total é de 23 metros.

Para se ter uma ideia, um ônibus articulado mais básico tem 18,6 metros de comprimento e transporta em torno de 150 passageiros. Já os ônibus biarticulados, possuem 28 metros de comprimento com capacidade em torno de 250 pessoas.

Uma das vantagens, de acordo com a Mercedes-Benz, é que o superarticulado possui cinco metros a menos que o biarticulado, com uma capacidade de transportes praticamente igual, sem perder o conforto. Uma das explicações para isso, ainda segundo a montadora, é que o veículo possui uma articulação apenas, havendo assim mais espaço para os passageiros.

Diferentemente dos ônibus articulados, que possuem três eixos, o superarticulado tem quatro eixos, o que permite com que o veículo seja maior que os articulados habituais. O quarto eixo é direcional, ou seja, também esterça, auxiliando nas manobras.

Os testes ocorrem por uma parceria entre a Leblon Transporte de Passageiros, a Comec -Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, do Governo do Estado do Paraná, e a fabricante Mercedes-Benz.

“Vamos acompanhar cada passo dos testes com este ônibus e verificar sua viabilidade operacional. Nossa meta constante é investir em novas tecnologias, ampliar o conforto do passageiro e, com nossos esforços neste sentido, fazer com que mais pessoas optem pelo transporte público, o que auxilia a mobilidade urbana reduzindo o trânsito e a poluição” – disse o diretor-presidente da Leblon Transporte de Passageiros, Haroldo Isaak.

“Trata-se de um veículo moderno que tem extensão de 23 metros, capacidade de transportar até 220 passageiros e apresenta mais flexibilidade no trânsito que o biarticulado”, – comentou o assessor técnico de transportes da Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Euclides Rovani.

Não é apenas o tamanho e a capacidade de passageiros que são os diferenciais do veículo. Com motor de 360 cavalos de potência, o ônibus é dotado de freio motor auxiliar e freios a disco nas rodas traseiras e dianteira para garantir mais segurança, painéis de controle e sistemas que informam em tempo real os dados operacionais do veículo, suspensão pneumática integral e freios ABS – sistema antitravamento, além de seguir os atuais padrões de redução de emissões de poluição estipulados por lei federal.

A unidade testada entre Fazenda Rio Grande e Curitiba pela Leblon possui ainda ar-condicionado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário