terça-feira, 22 de março de 2016

Curitiba testa ônibus híbrido articulado que produz 50% menos fumaça

21/03/2016 - O Dia

Demonstração será iniciada na próxima quinta-feira, em linha que transporta 33 mil passageiros por dia

GUSTAVO RIBEIRO

Pioneira quando o assunto é transporte público no Brasil, Curitiba – a 'criadora' do BRT - inicia, na próxima quinta-feira, testes com uma nova geração de ônibus híbrido articulado, que funciona com energia elétrica e diesel. A demonstração será realizada em uma linha que transporta 33 mil pessoas por dia e com 41 quilômetros de extensão, durante seis meses. Segundo a fabricante, o veículo alia alta capacidade de transporte a uma operação silenciosa, baixa emissão de poluentes e conforto para os passageiros.

Ônibus híbrido articulado da Volvo faz testes em Curitiba
Foto: Divulgação/ Volvo

O híbrido articulado tem capacidade para 154 passageiros e vai circular na linha Interbairros II. O objetivo do teste é verificar a viabilidade de uso da tecnologia em uma linha com grande extensão e muitos passageiros. “Curitiba continua na vanguarda no transporte coletivo. O Hibriplus é mais um passo importante nos avanços que a população merece e precisa. É também, uma demonstração da determinação da cidade em investir na eletromobilidade - solução que integra as novas diretrizes do Plano Diretor de Curitiba em prol da mobilidade sustentável”, afirma o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet.

Fabricado pela sueca Volvo Bus Latin America, o ônibus que entrará em teste tem wi-fi e ar-condicionado, novidade no transporte urbano de Curitiba. A demonstração faz parte de um acordo entre Curitiba e Suécia para promoção de desenvolvimento sustentável na cidade. De acordo com a empresa, o híbrido articulado possui tecnologia Euro 6, que emite até 39% menos gás carbônico e 50% menos material particulado (fumaça) e Nox (óxidos nocivos à saúde) que os similares Euro 5 movidos a diesel. Para garantir sua eficiência, o modelo será comparado com um articulado a diesel que circulará nas mesmas condições de operação.

Veículo gera energia na frenagem

O modelo é equipado com dois motores, um elétrico e outro a diesel, que funcionam em paralelo ou de forma independente.  O veículo opera em modo 100% elétrico durante as arrancadas e quando está parado nos semáforos ou pontos de embarque e desembarque, momento em que não há emissão de poluentes e ruído. 

A bateria do motor elétrico é recarregada durante as frenagens do veículo. Cada vez que se acionam os freios, a energia de desaceleração é utilizada para carregar a bateria.  Quando o veículo está parado, seja no trânsito, em pontos de ônibus ou em semáforos, o motor diesel fica desligado.

Tecnologia previne acidentes

Integrada ao gerenciamento de frotas, o veículo possui ainda uma funcionalidade que permite definir e limitar sua velocidade em ruas e avenidas com alto fluxo de pedestres de forma remota. Mesmo que o motorista acelere, o ônibus não ultrapassa a velocidade definida, aprimorando assim a segurança para pedestres e passageiros, e diminuindo a possibilidade de acidentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário