segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Justiça determina instalação de banheiros para os funcionários das estações-tubo de Curitiba

07/12/2015 - G1

Responsáveis têm 30 dias para fazer adaptações, mas cabe recurso. Motoristas e cobradores não têm acesso a banheiro durante expediente

Cobradores, como Valdir de Freitas, não têm banhei
Cobradores, como Valdir de Freitas, não têm banheiro
créditos: Reprodução/ G1

A Justiça do Trabalho determinou à Urbanização de Curitiba (Urbs) e a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), responsáveis pela gestão do transporte público da capital paranaense e região metropolitana, a instalação banheiros nas estações-tubo para motoristas e cobradores.

Pela decisão, Urbs e Comec têm 30 dias para fazer as adaptações. A Justiça também fixou indenização de R$ 500 mil por danos morais. Os dois órgãos podem recorrer.

Estas reivindicações dos profissionais são antigas. Em 2014, inclusive, o Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR) avaliou a condição como situação de risco à saúde.

Durante a jornada de trabalho de seis horas, cada cobrador tem direito de ir ao banheiro uma vez, no intervalo de 15 minutos.Porém, em várias estações-tubo não há sanitário nem comércio por perto. Por essa razão, os cobradores acabam fazendo as necessidades até no mato.

“Quando um quer ir ao banheiro, tem que outro cuidar para gente ir (...). Vou debaixo da escadinha”, contou o cobrador Valdir de Freitas.

A Urbs informou que está analisando cada ponto da decisão e que as alterações podem impactar no custo da passagem. Das 342 estações-tudo, apenas cinco têm banheiros.

Já a Comec garante que está providenciando banheiros nas três estações sob responsabilidade da Coordenação. De qualquer forma, informou que irá recorrer da decisão por causa da indenização estipulada. As empresas também foram notificadas a oferecer água potável para os funcionários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário