quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Só um trecho da Linha Verde Norte ficará pronto em 2014

13/08/2014 - Gazeta do Povo

Há dez anos, os curitibanos começaram a ouvir sobre um projeto de reurbanização da BR-476. Chamado de Eixo Metropolitano, a proposta lançada ainda na gestão de Cassio Taniguchi no Executivo municipal ganhou corpo nos anos seguintes, quando as obras da Linha Verde efetivamente começaram. Com a fase sul quase pronta, agora é a parte norte que precisa de um gás: de quatro trechos, apenas um deve ficar pronto neste ano e outro será licitado neste semestre. Novas obras, só em 2015.

A prefeitura de Curitiba espera inaugurar até o fim do ano o primeiro trecho da fase norte, que fica entre o Jardim Botânico e a Avenida Vítor Ferreira do Amaral, no Tarumã. Para finalizar a intervenção, ainda falta a conclusão da reforma do viaduto sobre a Avenida Presidente Affonso Camargo.

Espera

Com a fase sul quase pronta, agora é a parte norte que precisa de um gás: de quatro trechos, apenas um deve ficar pronto neste ano e outro será licitado neste semestre. Novas obras, só em 2015.

Para os outros três trechos da fase norte e mais um na região sul, ainda é preciso fazer a licitação das obras, embora a verba esteja garantida. A prefeitura conseguiu incluir esses projetos no PAC 2 ainda no primeiro semestre deste ano, junto com outras obras de mobilidade urbana, como o metrô, remodelação do Inter 2 e BRT eixo leste-oeste.

Inicialmente, a prefeitura chegou a indicar que faria uma grande licitação de cada uma dessas obras ainda no primeiro semestre de 2014, com exceção do metrô. Depois, optou-se por priorizar a concorrência do metrô, que anunciará os vencedores ainda em agosto, e as outras intervenções ficaram de lado.

Só para a Linha Verde serão destinados R$ 277,3 milhões, sendo R$ 179,3 milhões vindos do governo federal e os R$ 98 milhões restantes do Executivo municipal. O próximo passo da prefeitura é a licitação de um trecho da Linha Verde Norte que fica entre o Viaduto do Tarumã até a ponte do Rio Bacacheri, na altura do Conjunto Solar, cuja licitação deve ser lançada ainda em 2014. A intervenção prevê a construção de uma trincheira, requalificação de calçadas, terminais e estações-tubo, ciclovias e bicicletários para integração com o transporte coletivo.

O próprio viaduto será outra grande obra à parte. Ele vai sofrer uma reforma completa, mas a licitação só sai no primeiro semestre de 2015, assim como a concorrência para o trecho final da obra, entre o Conjunto Solar e o Atuba. Para finalizar a obra, o último trecho da Linha Verde Sul (entre a CIC-Sul e o Contorno Sul) será licitado no segundo semestre de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário