quarta-feira, 27 de julho de 2011

Luciano Ducci anuncia Linha Verde integrada à Região Metropolitana

26/07/2011 - Agencia Curitiba

Prefeito anuncia Linha Verde integrada à Região Metropolitana.

O prefeito Luciano Ducci autorizou na manhã desta terça-feira (25) o início da primeira fase de obras da Linha Verde Norte. Durante a assinatura da ordem de serviço, Ducci anunciou que a Prefeitura está trabalhando para que a antiga BR 116 se torne uma avenida integrada à Região Metropolitana.

Curitiba terá mais duas linhas de Ligeirão
“Até o fim do ano, a Prefeitura vai iniciar as obras da Linha Verde Sul. No futuro, a Linha Verde vai se tornar uma avenida ligando Fazenda Rio Grande até o Atuba”, disse o prefeito. “A antiga BR, com quatro faixas, vai ficar com dez faixas para veículos e duas faixas para o transporte público”, complementou.

Nesta etapa da Linha Verde Norte serão investidos R$ 52 milhões, com recursos da Prefeitura e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), em um trecho de 2,3 quilômetros que vai desde o Jardim Botânico até a Avenida Victor Ferreira do Amaral, passando por seis bairros onde vivem 160 mil habitantes.

O anúncio das obras agradou os moradores. Para o pastor Joceli Alves Julião, da Igreja Betel no Capão Raso,  a construção de trincheiras vai melhorar o trânsito na região. "O bairro ficará mais seguro para os pedestres e também haverá valorização dos imóveis", afirmou. A comerciante, Ana Vergueiro, comemorou o novo acesso entre o Cristo Rei e o Tarumã, pelas trincheiras da Agamenon Magalhães e Roberto Cicchon. "Vai ser o fim dos congestionamentos", disse. 

As obras começaram com a construção de 1,3 quilômetro de via marginal paralela à rodovia, entre o viaduto da avenida Afonso Camargo e a passarela sobre a BR 116, perto da sede regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte Terrestre (Dnit). As equipes contratadas pela Prefeitura também vão começar a trabalhar pelo canteiro central da pista, onde serão construídas as canaletas, para uma nova linha do Ligeirão.

Participaram da autorização do início das obras os vereadores Algaci Túlio, Felipe Braga Cortes, Jair Cesar, Paulo Frote, Serginho do Posto e Tico Kuzma.

Transformação - A Linha Verde Norte dá sequência à transformação do eixo da antiga BR 116 em via urbana, iniciada no Pinheirinho e que já beneficiou a 10 bairros ao longo de 9,4 quilômetros. Nesta etapa, as obras serão feitas na área de abrangência dos bairros Jardim Botânico, Jardim das Américas, Cajuru, Cristo Rei, Capão da Imbuia e Tarumã.

Estão programadas as obras de drenagem, canaletas para o ônibus, pistas marginais e locais (paralelas à canaleta), sinalização, iluminação, ciclovia e calçada, as trincheiras das ruas Roberto Cichon e Agamenon Magalhães e a Estação Jardim Botânico. Nos moldes do que foi feito na região Sul da cidade, a Linha Verde em seu eixo norte terá 12 pistas de rolamento, sendo duas para canaletas exclusivas para o transporte coletivo, seis para o sistema viário (três em cada sentido) e duas vias locais de passagem (uma em cada sentido), ciclovia, além de iluminação renovada, paisagismo e calçadas.

O viaduto da Avenida Afonso Camargo será duplicado e ganhará um mini-terminal de ônibus, interligando a linha Leste-Oeste com o novo trecho de ônibus entre o Atuba e o Pinheirinho. Sobre o viaduto haverá uma estação-tubo, que terá uma escada de acesso a uma estação tubo, que será construída na em baixo do viaduto, na avenida Afonso Camargo.

Maior avenida – A Linha Verde é a maior avenida em construção na cidade. Quando finalizada terá 22 quilômetros e vai unir Curitiba de Norte a Sul, além de possibilitar a integração futura da Rede Integrada de Transporte, com ônibus em canaletas exclusivas, até o município de Fazenda Rio Grande.

A construção da avenida foi dividida em duas etapas: a primeira, já concluída liga os bairros Pinheirinho e Jardim Botânico. A primeira etapa do eixo norte começa nesta terça, com 2,3 quilômetros de extensão, e segue futuramente com mais quatro lotes de obras até o Atuba.

Integração - Ao Sul, a extensão da Linha Verde segue até o Contorno Leste com dois lotes de obras: o primeiro deles, com licitação já autorizada pelo prefeito Luciano Ducci, está orçado em R$ 15 milhões e vai da rua Sander Riberto da Cunha até a Isaac Ferreira da Cruz. O segundo lote, que conta com R$ 35 milhões em recursos de emendas parlamentares, ligará a Isaac Ferreira da Cruz ao Contorno Leste, completando a Linha Verde ao Sul dentro dos limites de Curitiba.

Saiba o que será feito na Linha Verde Norte:

Extensão do primeiro trecho da Linha Verde Norte: 2.350m
Valor desta etapa: R$ 51.902.093,30
Obras: drenagem, canaleta, pistas marginais e locais, calçadas, ciclovia, iluminação, sinalização, as trincheiras das ruas Roberto Cichon e Agamenon Magalhães e a Estação Jardim Botânico.
Financiamento: Agência Francesa de Desenvolvimento

Bairros beneficiados nesta etapa:
- Jardim Botânico
- Jardim das Américas
- Cajuru
- Cristo Rei
- Capão da Imbuia
- Tarumã

Duas trincheiras:
- Duas no binário Agamenon Magalhães/Roberto Cichon, ligando os bairros Cristo Rei e Cajuru

Ampliação de um viaduto:
- Avenida Affonso Camargo

Estação:
- Jardim Botânico

Binários:
- Ruas Agamenon Magalhães e Roberto Cichon (não vinculado a estação de embarque e desembarque)

Nenhum comentário:

Postar um comentário