sábado, 21 de agosto de 2010

Ônibus coletivos podem ter bagageiro


Curitiba testa o sistema em rede de transporte
Se aprovado, sistema será exigido na renovação da frota
A Urbs (Urbanização de Curitiba S/A) iniciou recentemente testes de bagageiro interno em ônibus do transporte coletivo da capital. Conforme anunciado, o equipamento foi instalado em um ônibus da linha Interbairros 2, alternado com o Interbairros 3.
Segundo a empresa, a ideia do bagageiro é acomodar bolsas, pastas e mochilas dos passageiros, principalmente de estudantes e trabalhadores, melhorando a circulação dentro do ônibus, o conforto e também o apoio de quem fica em pé.
"Mochilas e bolsas grandes ocupam espaços consideráveis dentro dos ônibus e dificultam a circulação dentro do coletivo, além disso, com as mãos livres, o passageiro pode se apoiar com mais segurança", ressalta Marcos Isfer, presidente da Urbs.
De acordo com a companhia, o bagageiro ficará em teste durante 60 dias, e depois desse prazo será avaliado os benefícios e a aceitação dos passageiros. Segundo a Urbs, a linha escolhida para o teste é bastante usada por estudantes e trabalhadores.
O bagageiro é de madeira com suporte de ferro, e foi encomendado a uma reformadora de ônibus. O sistema - com aproximadamente 10 metros, divididos em quatro partes – possui capacidade para até 60 mochilas grandes. Ele fica do lado direito do ônibus, em uma área e altura que não atrapalha a visibilidade do motorista e nem dos usuários.
Durante os testes, a Urbs coletará informações e sugestões dos passageiros e também dos motoristas. Caso seja aprovado, o equipamento será uma exigência na renovação da frota. "Deverá vir instalado de fábrica", garante Isfer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário